11 de outubro de 2016

Educação bilíngue de elite (18/11)

EDUCAÇÃO BILÍNGUE DE ELITE

  • Antonieta Megale
  • Brenda Treco Padre
  • Camila Dias
  • Fernanda Cristina Lombardi Guidi
  • Feliciana Amaral
  • Helena Miascovsky
  • Susan Clemesha

RESUMO:

Os crescentes movimentos migratórios mundiais e a grande mobilidade social decorrente das novas teias multimodais de comunicação demandam uma escola que insira a diversidade em seu currículo como ponto de partida e de chegada. Nesse contexto, a Educação Bilíngue pode ser considerada uma proposta de ensino e aprendizagem adaptada às necessidades do século XXI, pois precisa, antes de mais nada, analisar as questões sob diferentes perspectivas, a começar por línguas que vivem em constante intersecção. A educação bilíngue de elite no Brasil vem assumindo um espaço cada vez maior entre as escolas particulares que buscam a formação global, ou seja, o desenvolvimento intelectual, social e emocional do aluno, preparando-o para a compreensão intercultural e a comunicação em língua materna e em uma outra língua de acesso ao mundo globalizado. A vivência em ambiente multicultural e multimodal expande os limites da aprendizagem e das possibilidades de atingimento de novas experiências por meio de múltiplas formas de representação. No contexto da diversidade, considera-se que existem variadas formas de pensar e agir e que cada um pode se expressar ou interagir com o conhecimento de forma diferente para chegar a novas compreensões. A partir disso, este minicurso tem como objetivo: 1) apresentar algumas distinções entre modelos monoglóssicos e heteroglóssicos de Educação Bilíngue; 2) refletir sobre práticas de translanguaging; 3) analisar as marcas do multiculturalismo e da multimodalidade no processo de ensino e aprendizagem bilíngue. A partir de exemplos de práticas de duas escolas bilíngues, os participantes 1) entrarão em contato com alguns dos principais conceitos que embasam a educação bilíngue multicultural; 2) terão a oportunidade de refletir sobre diferentes formas de construção do pensamento na educação bilíngue. É importante ressaltar que aspectos relativos à aquisição da língua adicional fazem parte do contexto apresentado, mas nosso foco recai sobre a aprendizagem e o desenvolvimento do pensamento, da ação e da reflexão. Ancoramo-nos em estudos realizados por García (2009, 2014), quanto à Educação Bilíngue e às práticas de translanguaging, Hornberger (1991) e Cummins (1996), para tratar dos modelos monoglóssicos e heteroglóssicos de Educação Bilíngue, Candau (2008), no que se refere ao estudo das marcas do multiculturalismo e Liberali (2015), ao analisar os aspectos multimodais.

PALAVRAS-CHAVE: Educação Bilíngue. Multiculturalismo. Multimodalidade. Translanguaging.


voltar