8 de outubro de 2016

Brincar com Libras

BRINCAR COM LIBRAS
Carla Sparano
Everton Pessôa de Oliveira
Toni Silva Demambro
Patrick Henrique da Silva
RESUMO:
Muitas vezes, o ensino-aprendizagem de Libras ocorre de forma encapsulada, i.e., que restringe os conteúdos ao universo escolar. Todavia, por meio da abordagem de Atividades Sociais (LIBERALI, 2009), do brincar (VYGOTSKY, 1934/2009) e da performance (NEWMAN, HOLZMAN, 1989/2002), é possível contribuir para construção de uma proposta de desencapsulação curricular (ENGESTRÖM, 1987/2002) que ampliará os horizontes de ação dos alunos. Ancorado nesse referencial e na Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural – TASHC, elaborada por Vygotsky (1930/2008; 1934/2008), Leontiev (1977), Engeström (2009), Liberali (2009), dentre outros, este minicurso objetiva demonstrar como a Atividade Social “Fazer amigos em Libras”, exercida pelo indivíduo em suas relações no ambiente social, pode propiciar expansão da aprendizagem. Metodologicamente, este minicurso se realiza como uma proposta pautada pela Pesquisa Crítica de Colaboração – PCCol (MAGALHÃES, 2011), a qual busca transformar realidades a partir de ações que favoreçam a construção do agir crítico. Dessa forma, apresentará, por meio do brincar: 1) os cinco parâmetros das línguas de sinais; 2) os cumprimentos básicos da Libras no intuito de fazer novos amigos. Esperamos, ao final, que os participantes compreendam e realizem algumas formas de conhecer e manter novas amizades por meio da Libras, podendo, assim, de maneira significativa, participar dessa prática social na vida cotidiana.

PALAVRAS-CHAVE: Atividade Social. Libras. Brincar.

voltar